A dimensão de sonhos e realidades se tece com palavras.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Chuva



Eu na chuva
E a chuva em mim
Contentamento sem fim.
Eu a dançar com o vento,
E a chuva
Como está fora
E tão dentro assim?

Um comentário:

Jacqueline Barcellos disse...

Olá, Rosaly. Seus textos são maravilhosos. Parabéns!

Grande beijo.

Postar um comentário